DecoraçãoDicas

Economia, conforto e beleza: dicas para não errar no acabamento da sua casa

Durante a construção de uma casa, a fase mais aguardada é a do acabamento. Primeiramente porque indica que a obra está chegando ao fim e que, em breve, a casa estará pronta; depois porque é nesse momento em que se escolhe, realmente, “a cara” do novo lar, ou seja, é no acabamento que a casa ganha personalidade, com cores e texturas pensadas para cada ambiente.

Mais que agradar esteticamente, o acabamento certo pode dar sensação de amplitude ou de aconchego, promover conforto térmico e conforto acústico, e trazer mais funcionalidade ao ambiente e praticidade no dia a dia. Neste post, você vai saber como acertar na escolha dos acabamentos para sua casa.

DICAS PARA ESCOLHER OS ACABAMENTOS

Conhecer os materiais disponíveis e onde se aplicam

Por acabamento, entendemos praticamente toda a parte visível de uma obra, são revestimentos – pisos e azulejos –, tintas, papéis de parede, louças e metais, que formam uma enorme gama de produtos, dos mais diferentes modelos, marcas e preços. E, mesmo que a função de uma torneira de R$ 300,00, por exemplo, seja a mesma de uma de R$ 80,00, é preciso avaliar o que faz uma tão mais cara que a outra (provavelmente o design, material e funcionalidades extras, como ser maleável).

Por isso, é importante conhecer os materiais disponíveis no mercado e avaliar qual se aplica melhor em cada cômodo, analisar o custo-benefício de cada um, saber qual se encaixa no seu orçamento etc.

Para revestir paredes: Em áreas molhadas (cozinha e banheiro, principalmente), os azulejos cerâmicos são os
mais indicados, por cumprirem a função de impermeabilizar o ambiente de maneira eficiente, e pela diversidade de cores, formatos, tamanhos e materiais, o que facilita a aplicação e combina com todos os estilos, dos mais clássicos aos mais contemporâneos.

As pastilhas (de cerâmica, porcelana ou vidro) também são ótimas para ambientes que necessitam de impermeabilização, sendo usadas, especialmente, em áreas pequenas, como detalhes – dentro do box, por exemplo, ou logo acima da pia.

Para as demais áreas (não molhadas), o mais comum é pintar as paredes com tinta acrílica, mais fáceis de serem aplicadas, são laváveis, não causam reações alérgicas e podem ser feitar nas cores que o cliente desejar, criando uma infinidade de combinações.

Para piso: Pisos cerâmicos são os mais utilizados em razão da variedade de cores, tamanhos, formatos; pela praticidade (são fáceis de limpar); e pela resistência. O porcelanato apresenta muitos dos benefícios dos pisos cerâmicos, mas são mais sofisticados na aparência e tendem a ser mais caros. Os porcelanatos não são tão resistentes quanto os pisos cerâmicos, por isso não devem ser instalados em locais com intenso movimento de pessoas nem onde possam manchar.

O cimento queimado é uma opção mais despojada, para dar um ar contemporâneo aos ambientes, e pode ser usado em combinações com outros materiais, como laminados e madeira. A madeira e os laminados trazem conforto e aconchego, mas é preciso tomar cuidado com a procedência e com a instalação desses pisos. Eles também exigem alguns cuidados no dia a dia, pois não podem ser limpos com qualquer produto e podem exigir manutenção ao longo dos anos, principalmente em ambientes com muita movimentação e/ou móveis que podem deixá-los marcados.

Louças e metais: Para pias, assentos sanitários, caixa de descarga e torneiras, além da estética, deve-se
observar o conforto (ergonomia) e a durabilidade.

Preze pela qualidade

Os acabamentos são os itens mais caros de uma obra, mas isso não significa que você deve economizar sempre, pois, muitas vezes, o preço menor está ligado a uma qualidade menor. E isso significa que o item poderá ter vida útil inferior a de um item com qualidade superior.

A diferença de preços de alguns produtos costuma chamar atenção, pois, como foi falado anteriormente, é possível encontrar uma torneira para pia da cozinha por cem reais e, ao seu lado, na mesma loja, uma por mil. Obviamente, há muitos elementos embutidos no valor de um produto, mas os consumidores devem estar atentos à durabilidade e à economia em médio prazo, pois, muitos modelos possuem, por exemplo, regulagem para economia de água, que interfere diretamente no consumo, reduzindo o valor da fatura mensal. Por isso, prefira itens de marcas reconhecidas pela qualidade.

Confira as medidas

Para não errar na quantidade de piso ou revestimento e precisar voltar à loja para comprar mais materiais ou devolver o excedente (que nem sempre é aceito pelos estabelecimentos, causando prejuízo ao comprador), é preciso medir a área que será coberta. Para paredes, meça a altura e a largura, para pisos, a largura e o comprimento. Nos dois casos, multiplique um valor pelo outro para obter a área total (em metro quadrado). O ideal é comprar 10% de material extra, pois essa é a margem de perda / corte.

Para louças e metais, é preciso medir a área não somente para saber se os itens caberão, mas também para ter noção se ficarão harmoniosos nos ambientes. Em caso de dúvida, conte com a orientação de um profissional.

Escolha os materiais de acordo com a função dos ambientes

Os acabamentos devem ser escolhidos para melhorar a funcionalidade e trazer mais conforto aos ambientes. Por exemplo, em quartos, os pisos não devem ser frios, por isso, prefira os de madeira ou laminados; já na cozinha e nos banheiros, é preciso prezar pela função, por isso, pisos e revestimentos devem ser à prova d’água e mais resistentes a manchas – mas tome cuidado com pisos escorregadios, pois podem causar acidentes –; já as áreas externas precisam de materiais que sejam resistentes ao sol e à chuva.

Continue lendo...
Dicas

Contratar ou não um arquiteto? Saiba como esse profissional pode ajudar na construção da sua casa

Com conhecimento técnico, os arquitetos são os profissionais indicados para transformar os desejos dos clientes em projetos claros e passíveis de serem construídos. Entre as funções desempenhadas pelos arquitetos na construção de uma casa, estão: - Criar o projeto arquitetônico a partir de um conceito pré-concebido com o cliente; - Apresentar soluções para os espaços;

Continue lendo...
DecoraçãoDicas

Dicas para economizar na hora de mobiliar a casa

Você comprou o terreno e construiu a casa dos seus sonhos. O próximo passo é mobiliar a casa e decorar o novo lar. Porém, isso nem sempre é fácil, principalmente quando o orçamento é apertado. Mas saiba que é possível mobiliar e decorar a casa, deixando cada cômodo funcional, confortável, bonito e cheio de personalidade.

Continue lendo...
Dicas

Como evitar desperdício na obra da casa própria

O desperdício de materiais e recursos é um dos maiores “ralos” de gastos em uma obra. Estima-se que, na construção de uma casa, são despendidos entre 8% e 10% a mais de materiais de construção do que o necessário, devido às perdas. Para alguns materiais, como massa corrida, o desperdício pode ser de até de

Continue lendo...
1 2 3 4 5 11
Page 3 of 11

Warning: Cannot assign an empty string to a string offset in /home/alineaurbanismo/sites/site/web/blog/wp-includes/class.wp-scripts.php on line 492